Música da entrada da noiva: como escolher?

musica-da-entrada-da-noiva-como-escolher

As músicas usadas num casamento têm o poder de contar a história do casal. Mas também devem combinar com o tipo de cerimônia, que deve refletir a personalidade dos noivos.

É muita coisa em que pensar, não é mesmo? Então, vamos por partes.

Em primeiro lugar pense em que tipo de cerimônia deseja. Porque isso influencia na escolha do local, de quem celebra e das músicas. Geralmente, as possibilidades podem ser divididas em dois grupos: as mais tradicionais ou as mais modernas.

Casamentos tradicionais

As celebrações mais tradicionais costumam acontecer em igrejas, e as noivas seguem à risca todas as tradições casamenteiras. Porém, igrejas são locais sagrados, o que restringe a liberdade de escolha. Embora algumas até permitam obras mais modernas, como temas de filmes instrumentais ou cantados, costuma-se esperar músicas clássicas ou sacras cantadas ou acompanhadas por coral ou apenas instrumentais. Além disso, o celebrante religioso costuma ter uma lista de músicas permitidas ou proibidas, e é necessário verificar antes se todas as escolhas estão liberadas.

Casamentos modernos

Estes podem ser feitos em qualquer lugar, como em sítios ou praias. Podem, inclusive, ser temáticos. Eles podem oferecer maior dificuldade para escolher as músicas que combinem com tudo, mas dão maior liberdade – ainda que o bom senso sempre deva ser levado em consideração. O rito do casamento em si é um momento que pede músicas leves, alegres, reflexivas. Se tem letra, esta deve remeter à realização do amor, à paixão – não é incomum que os temas estrangeiros, se traduzidos, revelem se tratar de tristeza, desilusões ou traições, mesmo que você ache que a melodia tem tudo a ver. De qualquer forma, nada impede que nesta forma de casamento você entre ao som da tradicionalíssima Marcha Nupcial de Mendelssohn, que combina com qualquer tipo de celebração.

É preciso ter em mente que uma cerimônia de casamento tem vários momentos, e cada um pede um tipo de música. Mas, neste texto, vamos nos focar apenas na música da noiva, pois sua entrada é a grande expectativa dos convidados.

– Expectativa é uma das palavras-chaves dessa escolha. A entrada deve ser mais marcada – forte e que reflita a personalidade da noiva e sua intenção: surpreender a todos, emocionar o noivo no altar.

– Mesmo muitas noivas mais tradicionais não querem a Marcha Nupcial. Neste caso, há outras músicas, clássicas e sacras.

– Uma boa dica é o casal escolher um tema de filme que os dois amem, a música que marcou sua história de amor, uma música romântica que fez parte da infância ou adolescência da noiva. Se for permitida na igreja, ela pode ser apenas instrumental.

– É possível misturar duas músicas durante a entrada da noiva. Costuma-se fazer isso começando com um tema mais tradicional instrumental, para anunciar a chegada, e, enquanto ela caminha para o altar, um tema mais moderno. Pode-se também usar apenas um solo de instrumento para anunciar a chegada, como clarins.

– O ideal é ter duas ou três opções de músicas para cada momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *